Administração
valentinacaos
1

O trecho a seguir foi extraído da página Mude.nu e busca explicar a natureza da procrastinação. Os 4 pilares da procrastinação, segundo as pesquisas Procrastinar não mata apenas os seus sonhos. Além disso, afeta a economia mundial e impede que países e empresas desenvolvam todo o seu potencial. Por conta disso, esse hábito de deixar para depois o que deveríamos fazer hoje está sendo cada vez mais estudado pela ciência. Um dos mais completos estudos sobre o assunto, chamado The nature of procrastination: A meta-analytic and theoretical review of quintessential self-regulatory failure, foi publicado em 2007 pelo Dr. Piers Steel, professor de comportamento organizacional da Universidade de Calgary. A pesquisa mostrou que, em praticamente todos os casos, quatro pilares estão presentes: Tarefas de baixo valor: nós deixamos para depois tarefas que consideramos desagradáveis, chatas ou pouco importantes para nossos objetivos de vida. O exemplo mais claro disso é a declaração de Imposto de Renda, que quase todos os brasileiros deixam para a última hora. Em outras palavras, não procrastinamos coisas de que gostamos ou com as quais sentimos prazer, pois elas nos dão gratificação instantânea. Personalidade de procrastinador: existe um componente de personalidade (resultado da combinação entre nossa genética e o ambiente em que fomos criados) no ato de procrastinar. Isso significa que algumas pessoas são mais propensas a procrastinar do que outras. Expectativa de dificuldade: se você espera que uma tarefa vai ser difícil de cumprir, naturalmente sua tendência vai ser adiá-la o quanto for possível. Medo de falhar: um dos motivos pelos quais procrastinamos é o receio, mesmo que inconsciente, de que não conseguiremos realizar aquela tarefa a contento. Pense em uma pessoa que quer empreender, mas que tem medo de abrir a empresa e ela não dar certo. Se isso acontecer, toda aquela construção psicológica de “eu sou um empreendedor” vai por água abaixo. Então, para proteger a identidade que nós mesmos criamos, acabamos não nos arriscando em tarefas desse tipo, ou as adiamos ao máximo. (...) (Fonte: . Acesso em: 24 jan. 2017.) A partir dos pilares apresentados no texto, avalie as formas de superação do comportamento procrastinador a seguir. I. Estabelecer prioridades que considerem todas as atividades que se deve realizar, as mais e as menos importantes. Assim, haverá momentos definidos para aquelas atividades que se deixam para depois por sua falta de importância. II. Preparar-se para as atividades que se deve realizar, independentemente de seu nível de dificuldade, e planejá-las estabelecendo momentos definidos. III. Ter confiança no próprio desempenho e não ter medo de realizar aquilo que se planejou. Para isso, é importante reconhecer o erro como parte de qualquer empreitada. Estão corretos: Escolha uma: a. Apenas I e II. b. I, II e III. c. Apenas I. d. Apenas II e III. e. Apenas I e III.

+0
(2) Respostas
manoelportoneto

Resposta correta é a alternativa I, II e III

ingredbarbosinh

Resposta correta I, II e III 

Adicionar resposta